Manifestação de estudantes da UEG denuncia desmonte da universidade pública

8 out

Vigorosa manifestação de mais de 400 estudantes da UEG – Universidade Estadual de Goiás parou o centro de Goiânia no dia 24 de setembro. Pneus foram queimados na Avenida Anhanguera e todo o trânsito foi interrompido. A fumaça preta que subia chamava a atenção de toda a população para a política do Estado de acabar com a Universidade pública e gratuita. O protesto estudantil exigia realização imediata de concurso público para contratação de professores e 5% da arrecadação fiscal do Estado destinada à instituição, que atualmente está em situação de “calamidade pública”, sem mínimas condições de funcionamento. A realização de concurso é fundamental particularmente para os estudantes de Educação Física e Fisioterapia, pois isso é requisito para o reconhecimento das duas graduações. A UEG deve contratar professores efetivos, ou os cursos perderão o reconhecimento junto ao Ministério da Educação (MEC). Se isso acontecer, nenhum estudante dos cursos citados terão o direito de pegar o diploma depois de formados.

Fonte: Site do Movimento Estudantil Popular Revolucionário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: